Publicado em: 16/08/2019 às 15h04

Bocas pequenas: como vencer este obstáculo?

Marco Bianchini traz dicas para o cirurgião-dentista driblar a limitação de espaço em cavidades orais pequenas.

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Uma das maiores dificuldades que o cirurgião-dentista enfrenta é trabalhar em um ambiente estritamente restrito, que é a cavidade oral, também conhecida como boca. O maior terror para qualquer profissional é ter que realizar grandes reabilitações em pacientes que possuem uma “boca pequena”. As dificuldades tornam-se enormes e tudo o que parecia ser fácil acaba se tornando extremamente difícil devido ao acesso.

Nesta semana, eu fiz uma manutenção periódica em uma paciente que realizou uma reabilitação com implantes há alguns anos. Realizando a raspagem e profilaxia, comecei a duvidar que eu tivesse realmente conseguido colocar aqueles implantes, tamanha a dificuldade de acesso que eu enfrentei nesta manutenção. Observe as figuras 1 e 2.

Figura 1 – Radiografia panorâmica com dois anos de controle dos implantes. Observar a presença de implantes tipo hexágono externo e cone-morse. Observar, também, a desadaptação do componente protético no implante 45.

 

Figura 2 e 3 – Paciente com a sua abertura máxima de boca. Observar as limitações para o acesso intraoral.


Este caso é bastante conhecido na minha clínica particular, haja vista que esta paciente foi atendida por vários profissionais da nossa equipe e todos sentiram a mesma dificuldade de acesso. Muito provavelmente a desadaptação do componente protético do implante 45 pode ter sido ocasionada pela dificuldade de acesso das chaves protéticas. Embora isso não justifique o erro, é perfeitamente compreensível que as dificuldades de acesso prejudiquem a correta colocação de componentes.

Outro aspecto que se deve levar em consideração quando estamos tratando um paciente com estas limitações é trabalharmos com o uso de relaxantes musculares antes dos atendimentos. O uso deste tipo de medicamento relaxa os músculos da face e deixa o paciente mais colaborativo. Vale lembrar que não se deve exagerar no tempo de atendimento, bem como na abertura bucal, sob pena de causarmos algum tipo de luxação na ATM, além de problemas musculares no pós-operatório.

Quem faz clínica odontológica no seu dia a dia sabe das dificuldades que é enfrentar um paciente com estas características anatômicas. É preciso ter muita paciência e caprichar no planejamento, usando componentes que facilitem a nossa vida. Eu costumo brincar com a minha equipe dizendo que estes pacientes têm a boca semelhante a um pampo, que é um peixe bastante conhecido e tem a sua boca bastante pequena. Veja a figura abaixo.
 

Figura 4 – O peixe pampo, que tem a boca bastante pequena.

 

Além de nós, profissionais, estarmos sempre preparados para este tipo de atendimento, as empresas fabricantes de implantes também devem fabricar peças e ferramentas que facilitem as nossas vidas quando estamos tratando pacientes com a boca pequena. Muitas empresas fabricam apenas dois tipos de chaves e ferramentas: a de padrões normais e outra levemente reduzida. Torna-se necessário que sejam fabricadas chaves com os mais variados tamanhos, especialmente os mais reduzidos, para que possamos executar adequadamente o atendimento de pacientes com limitações de acesso.

 

“E disse-lhes Jesus: Eu sou a porta; se alguém entrar por mim salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens. O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância. Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas. Mas o mercenário, e o que não é pastor, de quem não são as ovelhas, vê vir o lobo, e deixa as ovelhas, e foge; e o lobo as arrebata e dispersa as ovelhas.” (João 10:9-12)


 

 
   


Marco Bianchini

Professor associado II do departamento de Odontologia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC); autor dos livros "O Passo a Passo Cirúrgico na Implantodontia" e "Diagnóstico e Tratamento das Alterações Peri-Implantares".

Contato: bian07@yahoo.com.br

 

           

 

 

 

 

  • Imprimir
  • Indique a um amigo