ImplantNewsPerio 2017 | V2N4 | Páginas: 619-26

Benefícios educacionais das metanálises: “modelo fictício” de perda óssea peri-implantar e suas implicações clínicas

The educational benefits of meta-analyses: a "hypothetical model" on peri-implant bone loss and its clinical implications

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Autor(es):

Paulo Henrique Orlato Rossetti1

1Cirurgião-dentista, mestre e doutor em Reabilitação Oral – FOB/USP; Professor do Programa de Maestria em Reabilitação Bucal – Pontifícia Universidade Católica Madre y Maestra.

Resumo:

Objetivo: familiarizar o leitor com a metodologia estatística da metanálise e mostrar como ler e interpretar o forest plot nas decisões clínicas. Material e métodos: um conjunto fictício de dez estudos com acompanhamento de cinco anos, envolvendo perda óssea comparada para implantes rugosos e lisos, foi simulado. Os parâmetros para metanálise foram obtidos e explicados em detalhes em três situações: 1) usando estes dez estudos; 2) removendo o estudo com a maior amostra; e 3) reduzindo a amostra do maior estudo, comparando-se nos modelos fixo e random. Resultados: na situação 1, o efeito fixo favoreceu os implantes lisos, o efeito random favoreceu os implantes rugosos, mas o valor p não mostrou significado estatístico para cada efeito. Na situação 2, ambos os modelos passaram a favorecer os implantes rugosos, com valores p estatisticamente signifi cativos. Na situação 3, o peso fixo da maior amostra caiu pela metade, e o gráfico forest plot favoreceu os implantes rugosos nos modelos fixo e random, porém, a diferença estatística só foi significativa no modelo fixo (p=0,000). Conclusão: 1) a criação de modelos fi ctícios e situações favorece o ensino da leitura da metanálise; 2) mesmo no exemplo fictício, a adoção do modelo random effects trouxe melhor ponderação entre os pesos dos estudos; 3) a decisão clínica de quem lê está influenciada também pela decisão de quais estudos são incluídos, suas amostras e como traduzir a diferença entre as perdas ósseas em benefício clínico.

Unitermos:

Metanálise; Perda óssea; Modelo educacional; Tratamento em saúde.

Abstract:

Objective: to familiarize the reader with the statistical methodology of a meta-analysis and to show how to read and interpret the forest plot for clinical decisions. Material and methods: a hypothetical model with 10 studies over 5 years involving bone loss on rough and machined dental implants was simulated. The parameters of meta-analysis were obtained and explained in three hypothetical scenarios: 1) all 10 studies; 2) removing the study with the larger sample; and 3) using only half of the sample in the larger study, considering the fixed and random effects model. Results: for situation 1, the fixed effect favors the machined implants, while the random effect favors the rough ones, but the p-value did not provide statistical significance for each summary effect. In situation 2, both models favor the rough implants, with statistically significant p-values. For situation 3, the relative weight of the larger sample size was reduced by half, and the forest plot favored the rough implants for both fi xed and random options; however, a statistical difference was only seen at the fixed effects model (P=0.000). Conclusion: 1) the creation of diverse scenarios favors the teaching on how to read a meta-analysis; 2) even thus, the adoption of a random-effect model balanced the weights among studies; 3) the clinical decision of the reader is also infl uenced by which studies were selected, their samples, and how to translate the difference between bone loss into clinical benefits.

Key words:

Meta-analysis; Bone loss; Educational model; Healthcare treatment.
  • Imprimir
  • Indique a um amigo