ImplantNewsPerio 2018 | V3N2 | Páginas: 255-61

Influência do número de roscas e da densidade dos blocos de poliuretano na estabilidade primária de implantes do sistema intraoss

The influence of implant thread number and polyurethane block density on primary stability values of the Intraoss implant system

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Autor(es):

Daniela Ponzoni1
Leonardo Perez Faverani1
Leonardo de Freitas Silva2
Erik Neiva Ribeiro de Carvalho Reis2
Carlos Nelson Elias3
Paulo Sérgio Perri de Carvalho4

1Professores assistentes, doutores do Departamento de Cirurgia e Clínica Integrada, das disciplinas de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial e Implantodontia da Faculdade de Odontologia de Araçatuba – Unesp.
2Pós-graduandos em Odontologia, área de concentração em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial da Faculdade de Odontologia de Araçatuba – Unesp.
3Professor titular do Instituto Militar de Engenharia (IME).
4Professor titular da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo – USP.

Resumo:

Objetivo: avaliar e comparar a estabilidade primária dos implantes cilíndricos de 3,75 mm x 11 mm Titaoss e Titaoss dupla rosca, do Sistema Intraoss, instalados em blocos de  poliuretano com baixa densidade. Material e métodos: foram realizadas 32 cavidades em dois blocos de poliuretano, simulando as densidades de ossos tipo III e IV. As estabilidades dos implantes foram mensuradas por meio do torque de inserção e frequência de ressonância. Resultados: os implantes Titaoss instalados no osso tipo III apresentaram valores
de torque de inserção de 43,1 ± 14,87 Ncm, enquanto os valores dos implantes Titaoss dupla rosca foram 46,9 ± 5,3 Ncm. No osso tipo IV, os implantes Titaoss apresentaram valores de 30 ± 0,0 Ncm e os dupla rosca de 29,4 ± 1,77 Ncm. Não houve diferença significante na estabilidade primária entre os grupos dos implantes (p > 0,05) instalados no mesmo tipo de osso. Os implantes Titaoss instalados no osso tipo III apresentaram valores de ISQ de 57,3 ± 4,69, ao passo que os valores para os implantes Titaoss dupla rosca foram 54,9 ± 3,98. No osso tipo IV, os implantes Titaoss apresentaram valores de 48,4 ± 4,07 ISQ e os dupla rosca de 50,8 ± 3,98 ISQ. As estabilidades primárias dos implantes foram maiores no osso tipo III quando comparado ao IV (p < 0,05). Conclusão: os dois desenhos de implantes permitem a obtenção da estabilidade primária para a técnica da carga mediata. No entanto, para submeter esses tipos de implante à carga imediata, indica-se a técnica da subfresagem.

Unitermos:

Implantodontia; Implantes dentários; Estabilidade.

Abstract:

Objectives: this in vitro study aimed to evaluate and compare the primary stability of the cylindrical implants (3.75 mm x 11 mm) Titaoss and Titaoss double thread from Titaoss System placed in cavities made of low-density polyurethane blocks. Material and methods: 32 cavities were made in two types of polyurethane blocks simulating the type III and IV bone densities. The implant stability values were measured using the final insertion torque and resonance frequency analysis. Results: the Titaoss implants placed in type III bone achieved 43.1 ± 14.87 Ncm, while the double-thread values were 46.9 ± 5.3 Ncm. For bone type IV, the Titaoss implants reached 30Ncm and the double thread 29.4± 1.77 Ncm. No statistically significant differences on implant stability were seen for both groups (p > 0.05) for the same bone type. the Titaoss implants in bone type III had 57.3 ± 4.69 and the double thread 54.9 ± 3.98 ISQ values. In type IV bone, Titaoss reached 48.4 ± 4.07 and the double thread 50.8 ± 3.98 ISQ units. The primary stability values were greater at type III than type IV bone (p < 0.05). Conclusion: both implant designs allow for primary stability. However, the use of an underpreparation technique is recommended in cases of immediate loading protocols.

Key words:

Implant dentistry; Dental implants; Dental implant stability.
  • Imprimir
  • Indique a um amigo