ImplantNewsPerio 2018 | V3N2 | Páginas: 264-71

Profilaxia antibiótica para instalação de implantes dentários: avaliação do conhecimento dos implantodontistas de um estado do nordeste brasileiro

Knowledge regarding antibotic prophylaxis for dental implants: a survey with professionals from a Brazilian state

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Autor(es):

Natália Karol de Andrade1
Marcílio Otávio Brandão Peixoto2
Ingrid Silva Passos3
Camila Rogéria Januário de Oliveira3
Vivian Karoline Pereira de Oliveira3
Mayres Ferreira Santos3

1Mestra em Implantodontia; Professora do curso de Odontologia do Centro Universitário Cesmac.
2Mestre em Ensino na Saúde; Professor do curso de Odontologia do Centro Universitário Cesmac.
3Graduandas do curso de Odontologia do Centro Universitário Cesmac.

Resumo:

Objetivo: avaliar o conhecimento de implantodontistas sobre profilaxia antibiótica para a prevenção de infecções após a cirurgia para instalação de implantes dentários e sua relação com o surgimento de resistência microbiana. Material e métodos: neste estudo transversal, 33 profissionais devidamente registrados no Conselho Regional de Odontologia e atuantes no Estado, os quais responderam a um questionário. Resultados: a maioria dos entrevistados prescreveu antibacterianos em todos os casos, independentemente do estado geral de saúde do paciente, sendo que alguns profissionais ainda insistem em prorrogar a administração no período pós-operatório. Quando questionados sobre essa conduta, afirmaram que prescrevem de forma racional e baseada em evidências. Conclusão: é indispensável a constante atualização dos implantodontistas, prevenindo uma seleção de bactérias resistentes e exposição dos pacientes a efeitos adversos.

Palavras-chave:

Antibioticoprofilaxia; Implantes dentários; Bactérias

Abstract:

Objectives: to evaluate the knowledge regarding antibiotic use to prevent dental infections after implant placement and its relationship with microbial resistance. Material and methods: in the cross-sectional study, 33 practitioners registered in the Regional Council received a survey with questions on this subject. Results: most professionals indicated antibiotics in all cases, regardless of the patient general health condition, being that the medicamentous threrapy was extended after the postoperative period. Interestingly, some stated that this is made on rational basis and evidence-supported manner. Conclusion: it is fundamental to update professionals regarding the use of these drugs since patients can have bacterial resistance and adverse effects.

Key words:

Antibiotic prophylaxis; Dental implants; Bacteria.
  • Imprimir
  • Indique a um amigo