ImplantNewsPerio 2018 | V3N2 | Páginas: 324-34

Peptídeos antimicrobianos como terapia complementar periodontal: uma análise da literatura

Antimicrobial peptides as periodontal complementary therapy: an analysis of literature

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Autor(es):

Bruno Rocha da Silva1
Lia Vila Real Lima2
Dayrine Silveira de Paula2
Ricardo Souza Martins3

1Doutor e professor do curso de Odontologia da Universidade de Fortaleza – Unifor.
2Graduandas em Odontologia – Universidade de Fortaleza – Unifor.
3Mestre e professor do curso de Odontologia – Universidade Federal do Ceará.

Resumo:

Objetivo: realizar um levantamento sistemático da literatura no que tange ao uso de peptídeos antimicrobianos contra periodontopatógenos e indicar quais os peptídeos e micro-organismos mais estudados, com o objetivo final de traçar um perfil das publicações na área. Material e métodos: a busca por artigos ocorreu na base de dados Pubmed, com os seguintes critérios de inclusão: publicação nos últimos dez anos; palavras-chave “Antimicrobial Peptide” and “Periodontal” and “Bacteria”, publicados em inglês e disponíveis gratuitamente na íntegra para leitura. Um total de dez artigos foram selecionados após o refinamento dos dados. Resultados: apesar do pequeno número de estudos encontrados, evidencia-se o potencial uso de peptídeos antimicrobianos no controle das principais bactérias periodontopatogênicas. Além disso, os peptídeos produzidos por células da mucosa oral (Defensinas, LL-37 e Histatinas), bem como os micro-organismos Porphyromonas gingivalis e Fusobacterium nucleatum, foram os mais estudados. Conclusão: é possível concluir que o uso de peptídeos antimicrobianos como potencial ferramenta no controle microbiano tem uma importância crescente, provavelmente devido à sua ampla aplicabilidade, mecanismos de ação e baixos índices de resistência. Contudo, estudos relacionados à sua toxicidade sobre células humanas, modo de aplicação e ensaios clínicos precisam ser realizados.

Palavras-chave:

Peptídeo antimicrobiano; Biofilme; Doença periodontal.

Abstract:

Objectives: to perform a systematic review of the literature regarding the use of antimicrobial peptides against periodontopathogens and indicate the most studied peptides and microorganisms, with the final objective of outlining a profile of publications in the area. Material and methods: the search for articles occurred in Pubmed database with the following inclusion criteria: publication in the last 10 years; Keywords "Antimicrobial Peptide" and "Periodontal" and "Bacteria", published in English and freely available for reading. Results: a total of 10 articles were selected after refi ning the data. Despite the small number of studies found, it is evident the potential use of antimicrobial peptides in the control of the main periodontopathogenic bacteria. In addition, the peptides produced by oral mucosa cells (Defensins, LL-37 and Histatins) as well as the microorganisms Porphyromonas gingivalis and Fusobacterium nucleatum were the most studied. Conclusion: it is possible to conclude that the use of antimicrobial peptides as a tool in microbial control is of increasing importance, probably due to their wide applicability, mechanisms of action and low resistance indices. However, studies related to its toxicity on human cells, mode of application and clinical trials still need to be performed.

Key words:

Antimicrobial peptide; Biofi lm; Periodontal disease.
  • Imprimir
  • Indique a um amigo