ImplantNewsPerio 2018 | V3N6 | Páginas: 1103-14

Análise do sucesso e sobrevida dos implantes instalados em osso homólogo

Success and survival rates of dental implants inserted in bone allografts

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Autor(es):

Marina Metzger Rosa1
Gustavo Boehmer Leite2
Leonardo Emiliano dos Santos3
Cristiane Ferreira Pinto Paterline Vivacqua3
Sergio Henrique Gonçalves Motta4

1Especialista em Implantodontia – Faculdade Redentor.
2Especialista em Implantodontia – Faculdade Redentor; Especialista em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial – Universidade Federal do Rio de Janeiro.
3Especialistas em Implantodontia – Ciodonto; Mestres em Ciência dos Materiais – IME.
4Especialista em Prótese Dentária – Uerj; Doutor, mestre e especialista em Implantodontia, coordenador do curso de especialização em Implantodontia – Faculdade Redentor/Clivo.

Resumo:

Objetivo: avaliar a taxa de sucesso e sobrevida de implantes instalados em regiões previamente enxertadas com blocos de osso homólogo. Material e métodos: o parâmetro utilizado para tal avaliação foi o mesmo proposto durante o International Congress of Oral Implantologists (Icoi), em 2007. Foram analisados retrospectivamente alguns dados, como: tempo de cicatrização, densidade óssea, torque de instalação dos implantes, tipo de conexão dos implantes, de prótese e antagonista, através de um acompanhamento realizado entre 19 e 54 meses após ativação protética. Resultados: não houve falha dos enxertos ou implantes, pois 100% dos pacientes foram reabilitados proteticamente, sendo que a taxa de sucesso dos implantes instalados atingiu 69,69% e a sobrevida de 30,31%. Conclusão: o emprego deste tipo de enxerto é seguro, previsível e se mostrou capaz de receber cargas funcionais. Além disso, o uso de próteses provisórias removíveis sobre a região enxertada favorece a perda óssea peri-implantar e, quanto maior a densidade óssea e o torque de instalação dos implantes, maior a taxa de sucesso do tratamento, evidenciando que a estabilidade primária é um fator relevante para o êxito do tratamento.

Palavras-chave:

Enxerto ósseo; Osso homólogo; Sucesso do implante dental.

Abstract:

Objective: to evaluate the success and survival implant rates in regions previously grafted with homologous bone blocks. Material and methods: the parameters used for this evaluation were the same as those proposed at the International Congress of Oral Implantologists (Icoi) in 2007. Data were analyzed retrospectively, such as: healing time, bone density, implant installation torque, implant type, prosthesis and antagonist arch, through a follow-up between 19 and 54 months after prosthetic installation. Results: no graft or implant failures were seen, since 100% of the patients were prosthetically rehabilitated, with a success rate of installed implants reaching 69.69% and a survival of 30.31%. Conclusion: the use of this type of graft is safe, predictable, and can sustain functional loads. In addition, the use of removable temporary prostheses on the grafted region favors peri-implant bone loss and, the greater the bone density and implant installation torque, the greater the treatment success rate, showing that the primary stability is a factor for successful treatment.

Key words:

Bone graft; Homologous bone; Dental implant success.
  • Imprimir
  • Indique a um amigo