ImplantNewsPerio 2019 | V4N2 | Páginas: 314-322

Remoção de implante mal posicionado e correção de complicação estética com regeneração óssea guiada vertical, com tela de titânio e rotação de enxerto de tecido conjuntivo

Remotion of a malposed dental implant and correction of esthetic complication with vertical GBR, titanium mesh, and a rotated connective tissue graft

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Autor(es):

Edgard Franco Moraes Jr.1, Adriana dos Santos Caetano2, Vinicius Ferreira Bizelli3

1Doutor em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial – Unesp; Professor coordenador – Instituto Opem – Soebras/Associação Educativa do Brasil LTDA., Faculdades Unidas do Norte de Minas.

2Doutoranda em Periodontia – FOB/USP.

3Especialista em Implantodontia – Instituto Opem – Soebras/Associação Educativa do Brasil LTDA., Faculdades Unidas do Norte de Minas.

Resumo:

Este trabalho teve como objetivo ilustrar um caso clínico com resolução de uma complicação estética associada à ROG vertical com tela de titânio e enxerto de tecido conjuntivo com uma coroa implantossuportada. Paciente do sexo masculino com 45 anos de idade, com queixa principal de “dente alongado” e “coloração metálica em nível gengival”. Após exame clínico e imaginológico, constatou-se a presença de implante instalado em posição e inclinação inadequada, com alongamento da coroa clínica e exposição da cinta metálica do canino superior direito. O plano de tratamento foi elaborado com remoção do implante e enxerto de tecido conjuntivo. Após oito semanas, realizou-se a correção do defeito ósseo com ROG associada à fixação da tela de titânio por vestibular com parafusos de titânio, preenchimento do defeito com enxerto ósseo autógeno da linha oblíqua e fixação da tela por palatino seguida da rotação de enxerto de tecido conjuntivo do palato sobre a mesma. Após cinco meses, realizou-se a remoção da tela de titânio e instalação de implante dentário cone-morse 3,5 mm x 11,5 mm na região regenerada. Após três anos da prótese implantossuportada instalada, evidenciou-se a normalidade nos tecidos moles e duros. Manobras regenerativas associada a tecidos mole, enxertos e tela são uma alternativa viável e previsível para correção de implantes mal posicionados e defeitos ósseos verticais na região estética.

Palavras-chave:

Regeneração óssea guiada; Implante dentário; Estética.

Abstract:

This study aimed to illustrate a clinical case with resolution of an aesthetic complication by vertical GBR, titanium mesh, and connective tissue graft followed by an implant-supported restoration. A 45-year-old male patient had complaints of "elongated tooth" and "metallic color at the gingival level". After clinical and imaging examination, a malposed implant was detected, with elongation of the clinical crown and exposure of the metallic collar at the right upper canine. The treatment plan consisted on implant removal and connective tissue graft. After eight weeks, the bone defect was corrected using GBR was performed, fixing the titanium mesh on the buccal aspect, being the defect filled with autogenous bone graft of the oblique line, and finally by rotation the palatal connective tissue graft. Five months later, the titanium mesh was removed and a Morse cone 3.5 mm x 11.5 mm implant was installed in the regenerated region. After three years of the implant-supported prosthesis in function, the soft and hard tissues returned to normality. Regenerative steps associated to soft tissues, grafts, and meshes are a predictable and viable alternative to correct poorly positioned implants and the resulting defects in the aesthetic region.

Key words:

Bone regeneration; Dental implant; Aesthetics.
  • Imprimir
  • Indique a um amigo