ImplantNewsPerio 2019 | V4N4 | Páginas: 764 - 769

Prevalência de doenças peri-implantares em implantes com diferentes tratamentos de superfície

Prevalence of peri-implant diseases dental implants with different surface treatments

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Autor(es):

 

 

Lays de Oliveira Chaves1
Flávia Matarazzo Martins2

1Mestranda em Odontologia Integrada – Universidade Estadual de Maringá.

2Professora adjunta – Universidade Estadual de Maringá.

Resumo:

Objetivo: analisar a influência do tratamento de superfície de implantes brasileiros na prevalência da doença peri-implantar. Material e métodos: foram analisados 29 indivíduos e 101 implantes, instalados na Universidade Estadual de Maringá entre 2004 e 2009. Os indivíduos foram avaliados clínica e radiograficamente durante a consulta de manutenção, entre 2010 e 2013. Os implantes foram classificados quanto a sua condição peri-implantar em: apresentando saúde, mucosite ou peri-implantite. Baseados nas informações dos prontuários dos pacientes, os implantes foram divididos em dois grupos de acordo com o tipo de tratamento de superfície: A – ataque ácido somente (n=59); e JA – jateamento e ataque ácido (n=42). Resultados: nenhuma diferença estatisticamente significativa foi observada entre os grupos, em relação às médias dos parâmetros clínicos. A prevalência de peri-implantite foi significativamente maior nos implantes pertencentes ao grupo A do que no grupo JA (p < 0,05). Conclusão: o tipo de tratamento de superfície dos implantes teve um impacto significativo na prevalência de peri-implantite da população estudada

Palavras-chave:

Implante dentário; Cone-morse; Prótese sobre implante; Estabilidade óssea.

Abstract:

Objective: to analyze the influence of surface treatment of Brazilian implants on the prevalence of peri-implant diseases. Material and methods: 29 individuals and 101 implants were evaluated. All implants were installed at the State University of Maringá between 2004 and 2009. The subjects were clinically and radiographically evaluated during their follow-up visits between 2010 and 2013. Implants were classified as presenting peri-implant health, mucositis or peri-implantitis. Based on the information available on patients records, implants were divided into two groups according to surface treatment: AE – acid-etched only implants (n=59); and SAE – sandblasted and acid-etched implants (n=42). Results: non-statistically significant differences in mean clinical parameters were observed between groups. The prevalence of peri-implantitis was significantly higher in implants in group AE than in group SAE (p < 0.05). Conclusion: dental implant surface treatment had a significant imp

Key words:

Dental implants; Mucositis; Peri-implantitis.
  • Imprimir
  • Indique a um amigo