Publicado em: 31/03/2016 às 14h29

Os efeitos da enxertia e de restaurações provisórias em alvéolos pós-extração

O artigo científico foi publicado no International Journal Periodontics Restorative Dentistry.

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Sob coordenação dos Profs. Drs. Antônio W. Sallum e Paulo Rossetti, editores científicos da revista ImplantNewsPerio, elaboramos uma resenha crítica dos artigos que foram destaque em periódicos de circulação internacional. Este é um deles, confira!

Tarnow DP, Chu SJ, Salama MA, Stappert CFJ, Salama H, Garber DA et al. Flapless postextraction socket implant placement in the esthetic zone: part 1. The effect of bone grafting and/or provisional restoration on facial-palatal ridge dimensional change – a retrospective cohort study. Int J Periodontics Restorative Dent 2014;34(3):323-31.

Por que é interessante: mede os efeitos da enxertia e da restauração provisória na alteração horizontal da crista do rebordo em alvéolos pós-extração, com implante imediato e sem levantamento de retalho.

Desenho experimental: 49 pacientes divididos em quatro grupos: 1) sem enxertia e provisória (n=5); 2) apenas a provisória (n=17); 3) apenas enxertia (n=10); e 4) enxertia e provisória (n=17). Houve utilização de um aloenxerto e restaurações provisórias aparafusadas e sem contato, além do uso do cicatrizador nos grupos sem provisória e, pelo menos, três conexões/desconexões nos pilares até a restauração defi nitiva. As medidas horizontais foram realizadas do pico da gengiva marginal livre até 9 mm acima.

Os achados: a espessura variou conforme a técnica e o nível horizontal avaliados, sendo que o grupo 1 mostrou as maiores variações.

Conclusão: usar um material de enxerto + cicatrizador ou restauração provisória pode reduzir os efeitos da reabsorção horizontal no rebordo.

Revisado por: Rafaela Videira. Mestranda em Clínica Odontológica - Periodontia - FOP/Unicamp.

Veja o artigo original em www.inpn.com.br/Link-16120548.

  • Imprimir
  • Indique a um amigo