Publicado em: 09/08/2016 às 11h00

Visão estratégica: a chave para impulsionar seu negócio

Roberto Shinyashiki revela como a competência como profissional e a capacidade de gestão são fundamentais para o sucesso.

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Recebi vários e-mails de dentistas me perguntando o que fazer neste momento em que os clientes não estão procurando os consultórios por conta da crise. O sucesso profissional deve ser fundamentado em dois pilares: a competência como dentista e a capacidade de fazer a gestão do consultório.

Muitos estão frustrados com suas carreiras. Trabalham, dão o seu máximo e fazem o impossível para ter os melhores equipamentos e tratamentos para os clientes, mas permanecem empacados, tanto no número de clientes quanto no valor dos procedimentos, não conseguindo atingir seus objetivos. Qual será o motivo de dentistas tão competentes estarem com os seus consultórios vazios?

Vejo muitos profissionais acreditando que, para o consultório crescer, é preciso fazer curso, especialização etc. Sim, você tem de estudar sempre, mas existem outras competências que devem estar presentes na sua carreira. Uma das habilidades que considero essenciais é desenvolver a mente e a atitude de empresário. É importante ver o consultório como uma empresa e desenvolver um sistema que lhe possibilite ter a visão do todo e criar a estratégia de negócio mais adequada para o crescimento. Enquanto o dentista acreditar que sua função é cuidar somente dos dentes das pessoas, o negócio permanecerá limitado.

A partir do momento em que você compreender que é um empresário e começar a fazer parcerias, trabalhar o marketing para trazer mais clientes e manter o relacionamento com os mesmos – seja enviando artigos sobre saúde bucal ou lembrando que está na hora de uma limpeza – e contratar uma assistente competente e educada para ajudá-lo nas atividades, você verá sua agenda lotar.

Mas, principalmente, é preciso pensar estrategicamente no negócio de saúde bucal. Onde você quer estar daqui a cinco anos? O que precisa fazer para atingir essa meta? Quem serão os seus parceiros para realizar esse objetivo? Quem foca somente no dia a dia tende a ficar parado no tempo, e atitude passiva perante a carreira é muito perigosa.

Se o negócio vai mal, não adianta acreditar que tudo vai mudar por conta de fatores externos ou tentar se convencer de que “depois da tempestade vem a bonança”. O que importa é a ação inserida em uma estratégia. Ao perceber que as coisas estão fugindo do controle, pare e faça uma análise para corrigir a rota.

Talvez você esteja pensando “mas eu não gosto de nada disso, quero apenas ser um dentista”. Então, pense comigo: será que os profissionais de sucesso fazem somente o que gostam ou fazem o que precisa ser feito?

Aquele que quiser ser "apenas um dentista" ficará a vida toda desempenhando funções

secundárias ou atuando em projetos de menor expressão, assim é a vida. O pescador que somente quer pescar, ou o agricultor que quer somente plantar, ganha muito menos do que o empresário que vende os produtos deles.

O posicionamento de empresário mudará a sua vida e carreira. Aprenda a administrar e gerenciar seu negócio, você verá que, tanto na crise quanto nos tempos de crescimento, os clientes vão procurá-lo e você poderá tirar suas férias tão sonhadas, viajando para o destino que quiser sem se preocupar com a cotação do dólar.


Roberto Shinyashiki

Médico psiquiatra com pós-graduação em Administração de Empresas – MBA – USP e doutorado em Administração e Economia – Faculdade de Administração e Economia – USP; Autor de diversos best-sellers e conferencista de renome internacional.

 

 

  • Imprimir
  • Indique a um amigo