Publicado em: 31/10/2016 às 16h53

Uma boa parceria depende de cooperação

Como a era do compartilhamento pode influenciar no sucesso de sua empresa.

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

 

O mundo atual exige a capacidade de criar parcerias, independentemente do nicho de atuação. Vemos empresas concorrentes envolverem-se em projetos comuns, o que era inconcebível antigamente. Como exemplo, a Renault e a Volvo, tradicionais montadoras concorrentes, associaram-se para fabricar motores; já a Sony e a Philips, fabricantes de eletroportáteis e eletroeletrônicos, se uniram para desenvolver pesquisas de interesse comum. E há muitos outros casos de destaque na mídia.

Todos os dias, profissionais e empresas se unem em busca de parcerias lucrativas. O profissional de sucesso do século 21 é aquele que, ao invés de cultivar uma cultura de concorrência predatória, amplia seu mercado através de grandes parceiros, e o cirurgião-dentista não está fora desse mundo.  

E quando eu falo de parcerias, não se trata somente de procurar colegas para abrir uma clínica. Isso também é possível – e muito interessante –, mas é preciso ampliar a mente e permitir-se ir além do simples. Você já pensou em procurar profissionais que complementem a sua especialidade e estabelecer uma parceria de indicações mútuas?

Além de clientes, vocês podem compartilhar informações, conhecimentos e novidades sobre as áreas de atuação, criando um círculo de crescimento.Vocês podem investir em divulgação.

Infelizmente, ainda observamos no mercado várias empresas e profissionais que se deixam levar por jogos de poder, negação de informações, ciúme, ressentimento e medo das mudanças. Esse é uma forma de pensar arcaica, que não funciona na era do compartilhamento e da economia colaborativa. Hoje, quanto mais você se isolar, mais cedo será esquecido pelo mundo.

Profissionais de sucesso sabem muito bem que, para crescer, é preciso estimular a cooperação entre as pessoas: formar parcerias com clientes e fornecedores, trabalhar em conjunto entre especialistas distintos, trocar informações e ideias, bem como estabelecer confiança mútua para gerar maiores e melhores resultados.

Toda e qualquer parceria tem que ter como ingrediente a busca de ganhos para todas as partes envolvidas. Isso significa que, ao procurar por parceiros, você deve estar disposto a contribuir com o seu melhor. Eu diria que poucas pessoas conseguem ser parceiros de verdade, o que acaba fazendo com que os possíveis colaboradores se afastem.

Mas, o que significa ter um bom parceiro? Significa estar junto em um projeto, em um objetivo, na realização de um sonho. Significa aumentar a clientela comum. Se você quer mesmo ter boas parcerias, comece sendo um bom parceiro. 

 


Roberto Shinyashiki

Médico psiquiatra com pós-graduação em Administração de Empresas – MBA – USP e doutorado em Administração e Economia – Faculdade de Administração e Economia – USP; Autor de diversos best-sellers e conferencista de renome internacional.

 

 

 

 

 

 

 

 

  • Imprimir
  • Indique a um amigo