Publicado em: 24/11/2017 às 17h04

A tecnologia e os novos tempos na Odontologia

Luiz Antonio Gomes, cofundador da revista ImplantNews, ressalta que profissionais precisam investir em conhecimento e avaliar o fluxo de trabalho para aderir às tecnologias.

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Em 2017, a ImplantNewsPerio completou seu segundo ano de circulação, mantendo-se alicerçada como uma referência para a atualização clínica de profissionais que atuam nas áreas de Implantodontia e Periodontia. Durante todo esse período, enfatizamos a importância dos novos recursos tecnológicos para diagnóstico e tratamento dos pacientes, e pudemos observar mudanças profundas em comparação à Odontologia que costumávamos exercer há alguns anos.

Com o tempo, naturalmente, essas soluções começaram a fazer parte da nossa rotina nos consulórios e, logicamente, também começaram a aparecer com grande frequência em reportagens e artigos científicos publicados na revista. Tornou-se corriqueiro ver casos clínicos sendo resolvidos com a ajuda da digitalização de processos, CAD/CAM, DSD, recursos 2D e 3D, e tantas outras tecnologias que buscam melhores resultados e maior previsibilidade dos tratamentos.

O Brasil ainda tem um longo caminho a ser percorrido para chegar ao patamar tecnológico dos Estados Unidos e Europa. Por aqui, o custo elevado para adquirir equipamentos de última geração continua sendo o principal empecilho para os cirurgiões-dentistas. Somado a isso, o período de instabilidade política e econômica levou a uma queda no número de pacientes atendidos, o que, consequentemente, freou os investimentos em tecnologia. Mesmo assim, não podemos ficar paralisados para depois “correr atrás” do prejuízo – até porque, com a velocidade com que a tecnologia se desenvolve, o “depois” pode ser tarde demais.

Diante de uma abundância de novidades, é preciso discernimento para manter o foco no que realmente interessa. Implantodontistas e periodontistas precisam investir em conhecimento e avaliar o fluxo de trabalho de suas clínicas para aderir às tecnologias que realmente vão agregar valor e otimizar resultados. Afinal, a tecnologia só faz a diferença quando usada com sabedoria e de forma efetiva e eficiente.

 

 

Luiz Antonio Gomes


Cofundador da revista ImplantNews

 

  • Imprimir
  • Indique a um amigo