Publicado em: 27/03/2018 às 11h13

Débora Furlani: do consultório para o escritório

A mudança de trajetória da executiva da Geistlich foi gradual. Formada em Odontologia, hoje sua carreira está consolidada na área de marketing e eventos.

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Por Flavius Deliberalli

Com origem em uma família de dentistas, o caminho de Débora Furlani já parecia estar traçado. Porém, o fato de ser comunicativa e ter afinidade com as áreas de marketing e vendas fez com que a atual gerente de marketing e eventos da Geistlich planejasse uma carreira além do consultório. “Decidi pela faculdade de Odontologia quando eu era muito nova. Sempre admirei a profissão, mas não fazia ideia do que seria viver o dia a dia de consultório”, conta.

No último ano da graduação, Débora tinha dúvidas sobre o futuro profissional. Então, durante uma conversa com uma amiga já formada, ela percebeu que seu destino apontava para outra direção. “Essa amiga estava trabalhando em uma empresa como consultora científica. Ela viajava bastante e tinha muito contato com as áreas de marketing e vendas. Durante essa conversa, tive a certeza de que buscaria algo nesse sentido para minha vida”, explica.

Assim que se formou em Odontologia, Débora trabalhou em seu consultório por pouco mais de um ano e iniciou a especialização em Dentística – pois queria aprimorar seus conhecimentos para investir na área corporativa. Nessa época, ela conseguiu ingressar em uma empresa, atuando como consultora científica, porém continuou se especializando e fez cursos na área de Odontopediatria – uma especialidade que sempre a encantou.

A mudança de área foi gradual, a princípio conciliando sua jornada de trabalho nas duas frentes: clínica e corporativa. “Percebi que se eu quisesse ser realmente boa no que fazia, teria que me dedicar integralmente. Então, abracei a causa corporativa”, enfatiza Débora. 

Com poucos exemplos como referência, ela percebeu que a transição não seria tão simples. “Nos anos 1990, as empresas não tinham ainda a cultura de contratar dentistas”, relata. Além de certo preconceito, enfrentou algumas dificuldades profissionais. Quando notou que precisava superar essas barreiras, apostou no aprimoramento: fez pós-graduação em Marketing na Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) e, recentemente, concluiu o MBA em Gestão de Negócios na Fundação Instituto de Administração (FIA).
 

A TRAJETÓRIA NO MUNDO CORPORATIVO

O primeiro trabalho de Débora na área corporativa foi na Degussa Dental, em 1998, como consultora científica e, posteriormente, nas áreas de supervisão de divulgação e marketing. Em 2002, ela foi para a Angelus, onde permaneceu até 2006, em uma função relacionada à área comercial. Seu currículo conta ainda com passagens pela Oraltech e pela Discus Dental.

A chegada na Geistlich foi em 2009, onde desde o início atua como gerente de marketing e eventos. “Considero que tive uma trajetória de sucesso, mas ainda não acabou, quero crescer mais”, avalia a executiva.

Para ela, os dentistas que optam pela área corporativa saem na frente em relação aos profissionais de outras áreas, porque já conhecem os dois lados do mercado. No entanto, o segredo do sucesso está em outro motivo: “O principal é ter paixão pelo que faz”, finaliza.

  • Imprimir
  • Indique a um amigo