Publicado em: 06/08/2018 às 10h01

Piezocirurgia no centro da discussão

Palestra de Tomaso Vercellotti, criador da tecnologia, foi um dos pontos altos do evento.

  • Imprimir
  • Indique a um amigo
O professor italiano Tomaso Vercellotti foi um dos pontos altos do encontro. 

 

A piezocirurgia foi o tema central do 1st International Meeting Piezosurgery Brazil, realizado nos dias 7 e 8 de junho em São Paulo. O encontro promovido pela Implantec, que representa e distribui as soluções da Mectron no Brasil, reuniu cerca de 300 participantes.

Na ocasião, professores como Angelo Menuci Neto, Fabiano Capato Brito, José Alfredo Mendonça, Marcelo Yoshimoto, Robert Carvalho da Silva, Rogério Zambonato Freitas e Sérgio Jayme discutiram aspectos diversos e aplicações da tecnologia piezo.

A palestra de Tomaso Vercellotti foi um dos pontos altos do encontro. O professor italiano esteve no País pela primeira vez apresentando um panorama geral e as vantagens clínicas da tecnologia.

Além de permitir ao cirurgião um melhor controle, os benefícios da piezocirurgia se estendem aos pacientes. “As peças de alta rotação tendem a desviar a mão do dentista no sentido da rotação do motor. O pós-operatório é muito mais rápido, menos dolorido e com menos edema”, conta Jarbas Alves, diretor da Implantec.

A expectativa da Implantec é que essa tecnologia – muito utilizada na Europa – esteja mais presente na rotina dos cirurgiões-dentistas brasileiros. Aspectos como maior segurança e previsibilidade devem ajudar a consolidá-la como padrão, no futuro. “A piezocirurgia é uma tecnologia que vai trazer tantos benefícios que, daqui a alguns anos, não se utilizará mais a alta rotação nos procedimentos odontológicos, principalmente nas cirurgias”, pontua Alves.

 

  • Imprimir
  • Indique a um amigo