INPN - O portal das revistas ImplatNews e PerioNews
 
Compartilhe  Compartilhe Twitter Imprimir Indique a um amigo
Publicado em: 26/12/2013 09h23

Cirurgia de retalho para tratamento de defeito infraósseo

Análise crítica do artigo originalmente publicado no Journal of Clinical Periodontology.
A cada edição da revista PerioNews, a equipe do Prof. Antonio Wilson Sallum promove a análise crítica de alguns dos artigos científicos de maior destaque publicados em periódicos de circulação internacional. Este é um deles. Confira!

Graziani F, Gennai S, Cei S, Cairo F, Miccoli M, Gabriele M, Tonetti M. Clinical performance of access flap surgery in the treatment of the intrabony defect. A systematic review and meta-analysis of randomized clinical trials. J Clin Periodotol 2012;39:145-56.

Por que é interessante: diferentes técnicas cirúrgicas têm sido defendidas para o tratamento conservador dos defeitos infraósseos. A cirurgia conservadora consiste, por sua vez, de um número de diferentes procedimentos cirúrgicos que visam acesso à superfície radicular, para realizar a remoção de cálculo residual com nenhuma remoção ativa de osso e, na maioria das vezes, sem ressecção dos tecidos moles. O objetivo desse estudo foi conduzir uma revisão sistemática para investigar a execução de cirurgias conservadoras no tratamento de defeitos infraósseos causados pela doença periodontal.

Desenho experimental: trabalhos clínicos randomizados em defeitos infraósseos com 12 meses de acompanhamento foram identificados através de banco de dados eletrônicos e revistas impressas. Os resultados primários foram: sobrevida dental, ganho de inserção clínica, profundidade de sondagem, redução e aumento da recessão gengival. Médias ponderadas foram calculadas de cada variável após 12 meses de pós-operatório. Estabilidade a longo prazo foi explorada, com trabalhos clínicos randomizados de, no mínimo, 24 meses de acompanhamento. Análises de subgrupos foram realizadas de acordo com o tipo de retalho.

Os achados: vinte e sete trabalhos relatando 647 indivíduos e 734 defeitos foram identifi cados. Doze meses após o tratamento conservador, a sobrevida dental foi de 98%, o ganho de inserção clínica foi de 1,64 mm, as profundidades de sondagem reduziram 2,8 mm e houve aumento na recessão gengival de 1,26 mm. Acompanhamentos mais longos mostraram resultados similares. Intervalo de confi ança do ganho no nível de inserção clínica foi de 1,44 - 3,52 mm para retalhos com preservação de papila, e 1,25 - 1,89 mm para retalhos para acesso cirúrgico.

Comentários: o tratamento de defeitos infraósseos com tratamento conservador parece estar associado com melhorias nos parâmetros clínicos periodontais e longevidade dentária. A execução clínica pode variar significativamente, de acordo com o tipo de retalho cirúrgico adotado. Em termos de pesquisas clínicas, estudos a longo prazo avaliando a longevidade dentária, e trabalhos clínicos comparando diferentes técnicas cirúrgicas, são defendidos. Além disso, com base nos achados dessa revisão sistemática, o uso de retalhos com preservação de papila como abordagem cirúrgica padrão nos trabalhos clínicos randomizados é fortemente encorajado. Clinicamente, os profissionais devem ter em mente que o tratamento cirúrgico conservador pode representar uma opção terapêutica viável quando o tratamento regenerativo não é possível.

Unitermos: Access flap; Intrabony defects; Mata-analysis; Papilla preservation flap.

Revisado por: Viviene Santana Barbosa. Doutoranda em Periodontia – FOP-Unicamp.


E-mail
Cadastre seu e-mail e receba nossas Newsletters