INPN - O portal das revistas ImplatNews e PerioNews
 
Compartilhe  Compartilhe Twitter Imprimir Indique a um amigo
Publicado em: 08/04/2013 20h43

Estudo avalia a relação entre a obesidade e a periodontite

Análise crítica do artigo originalmente publicado no Journal of Periodontology.

A cada edição da revista PerioNews, a equipe do Prof. Antonio Wilson Sallum promove a análise crítica de alguns dos artigos científicos de maior destaque publicados em periódicos de circulação internacional. Este é um deles. Confira!

Shimazaki Y, Egami Y, Matsubara T, Koike G, Akifusa S, Jingu S et al. Relationship between obesity and physical fitness and periodontitis. J Periodontol 2010;81(8):1124-31.

Por que é interessante: a periodontite é uma doença inflamatória com alta prevalência que tem como fator etiológico primário o biofilme. No entanto, essa doença pode ser modificada por diversos fatores, como fatores do hospedeiro, do meio ambiente e genéticos. A obesidade tem chamado atenção por ser o fator de risco para várias doenças decorrentes do estilo de vida e por ser o centro da síndrome metabólica. Além disso, alguns estudos têm mostrado uma relação positiva entre obesidade e doença periodontal. Embora esses estudos tenham mostrado relação positiva entre as duas doenças, outros estudos não encontraram os mesmos resultados, além de considerar grupos de idades e variáveis diferentes. Dessa forma, este estudo teve como objetivo esclarecer de forma mais clara a relação entre obesidade e doença periodontal por meio da análise da relação entre o índice de obesidade e o nível máximo de consumo de oxigênio (V_O2) durante o exercício e a periodontite.

Desenho experimental: foram incluídos no estudo 1.160 indivíduos (idade entre 20 e 77 anos) que receberam tratamento médico e odontológico e que apresentaram os prérequisitos para essa análise. As condições periodontais foram avaliadas utilizando-se o índice das necessidades de tratamento periodontal na comunidade (CPI) e indivíduos com três ou mais sextantes de CPI, três ou quatro foram definidas como portadores de periodontite severa. O índice de massa muscular e a porcentagem de gordura corporal foram usados como indicadores de obesidade e o V_O2 durante o exercício foi usado como indicador de aptidão física. Foi examinado o efeito isolado e a interação da obesidade e V_O2 sobre a periodontite severa.

Os achados: o estudo demonstrou que indivíduos magros e com altos níveis de aptidão física tiveram significante menor risco de desenvolver periodontite severa.

Comentários: embora o estudo tenha como foco um assunto importante e atual, existem algumas limitações em seu desenho. O CPI é um método de análise que pode subestimar a severidade da doença periodontal por examinar a profundidade de sondagem de somente alguns dentes e não analisar o nível de inserção clínica. O estudo é epidemiológico e transversal. Portanto, não se pode determinar mecanismos que expliquem a relação entre obesidade e aptidão física e periodontite.
Sendo assim, estudos de coorte, intervencionais e experimentais são necessários para estabelecer associação causal entre essas condições.

Unitermos: Epidemiology; Obesity; Periodontal diseases; Periodontitis; Physical fitness.

Revisado por: Mônica Grazieli Corrêa. Doutoranda em Periodontia - FOP-Unicamp.



E-mail
Cadastre seu e-mail e receba nossas Newsletters