INPN - O portal das revistas ImplatNews e PerioNews
 
Compartilhe  Compartilhe Twitter Imprimir Indique a um amigo
Publicado em: 24/06/2013 16h20

Terapia fotodinâmica antimicrobial no combate às doenças periodontais

Análise crítica do artigo originalmente publicado no Journal of Indian Society of Periodontology.

A cada edição da revista PerioNews, a equipe do Prof. Antonio Wilson Sallum promove a análise crítica de alguns dos artigos científicos de maior destaque publicados em periódicos de circulação internacional. Este é um deles. Confira!

Rajesh S, Koshi E, Philip K, Mohan A. Antimicrobial photodynamic therapy: an overview. J Ind Soc Periodontol 2011;15(4):323-7.

Por que é interessante: a doença periodontal inflamatória causada pelo biofilme dental é caracterizada pelos sinais clínicos inflamatórios e por perda de suporte dos tecidos periodontais. A remoção mecânica desse biofilme e o uso adjunto de desinfetantes bacterianos e antibióticos têm sido os métodos convencionais da terapia periodontal. A possibilidade de desenvolvimento da resistência antibiótica pelos organismos alvos tem levado ao desenvolvimento de um novo conceito de antimicrobiano com poucas complicações. A terapia fotodinâmica envolve o uso de um laser de baixa potência com comprimento de onda apropriado para eliminar microrganismos tratados com drogas fotossensibilizadoras. A terapia fotodinâmica antimicrobiana pode ser considerada como uma terapia adjunta à terapia periodontal mecânica convencional, eliminando bactérias periodontopatogênicas.

Desenho experimental: os autores fazem uma revisão da literatura acerca dos principais tópicos que rodeiam a terapia fotodinâmica, a saber: perspectiva histórica da terapia fotodinâmica, mecanismo de ação, fonte de luz, fotossensibilizadores, aplicação da terapia fotodinâmica na Odontologia, seus efeitos adversos, bem como as perspectivas futuras do uso da terapia fotodinâmica.

Os achados: numerosos estudos indicam que a terapia fotodinâmica parece ser mais eficiente para o tratamento de infecções superficiais e localizadas. Dessa forma, infecções na cavidade bucal, tais como infecções endodônticas e na mucosa, doença periodontal, cáries e peri-implantites, podem ser bons candidatos para essa terapia. A terapia fotodinâmica não irá substituir a quimioterapia antimicrobiana, mas poderá melhorar o tratamento de infecções orais, acelerando e diminuindo o custo do tratamento. Sendo assim, o desenvolvimento de novos fotossensibilizadores, fontes de luz mais eficientes e mais estudos são requeridos para estabelecer os ótimos parâmetros do tratamento.

Comentários: a terapia fotodinâmica antimicrobiana parece ser uma abordagem terapêutica interessante como adjuvante para a terapia periodontal, assim como outras áreas da Odontologia. Numerosos estudos têm demonstrado o efeito bactericida da terapia fotodinâmica. No entanto, ainda não existem evidências suficientes que confirmem uma ação superior da terapia fotodinâmica em relação à terapia mecânica convencional periodontal. Mais estudos clínicos randomizados a longo prazo e estudos de metanálises devem ser realizados para demonstrar esse efeito benéfico da terapia fotodinâmica em comparação com métodos convencionais.

Unitermos: Antimicrobial photodynamic therapy; Endodontic disinfection; Gingivitis; Periodontitis; Peri-implantitis.

Revisado por: Viviene Santana Barbosa. Doutoranda em Periodontia - FOP-Unicamp.



E-mail
Cadastre seu e-mail e receba nossas Newsletters