INPN - O portal das revistas ImplatNews e PerioNews
 
Compartilhe  Compartilhe Twitter Imprimir Indique a um amigo
Publicado em: 6/11/2012 11h01

A diferença entre o marketing e a publicidade


Por Daniel Brito

As maiorias das pessoas, incluindo cirurgiões-dentistas, pensa que marketing e publicidade são a mesma coisa, mas não são. Eu vou explicar a diferença, mas primeiro deixe-me introduzir um fato muito importante para você: se o seu marketing não funcionar, a sua publicidade não tem a menor chance.

Confuso? Vamos começar com algumas definições básicas. Através de mídias como o jornal, o rádio, a televisão ou a internet, a publicidade utiliza mensagens persuasivas e, de preferência, emocionais, para comunicar quem você é, como é a sua clínica ou consultório, e os diferenciais da sua prática. O marketing é a percepção que os clientes têm do seu trabalho,a qualidade dos funcionários, o conforto do ambiente e etc. O marketing inclui coisas óbvias, como mensagens em espera telefônica, e menos óbvias, como a cor da recepção, a limpeza do seu banheiro, como você se veste, a tecnologia que você utiliza, a qualidade dos móveis etc.

Sendo mais explícito, marketing é tudo! Negligenciar o marketing e promover o consultório, é como divulgar para as pessoas que você é incompetente. É o famoso tiro no pé, ou pior, é a famosa propaganda enganosa. Por isso, é importante entender que o marketing vem antes de tudo. Ele garante que qualquer interação com o cliente ou, por onde ele passar, tudo estará em perfeitas condições, para que assim haja divulgação com segurança.

Para exemplificar melhor o que é marketing, vou contar a história de um jovem rapaz. No início dos anos 50, um jovem pai estava sentado em um banco em um pequeno parque de diversões com sua filha, pensando consigo mesmo: "Este lugar é sujo, os brinquedos não parecem seguros, e as pessoas que trabalham aqui parecem criminosas. Tem que haver algo melhor para a minha família." Este jovem rapaz chamava-se Walt Disney. Ele decidiu fazer o mais limpo e seguro parque de diversões, com funcionários felizes, boa comida e um ótimo serviço. Com isso, ele mudou a percepção de entretenimento familiar.

Pelo menos metade da população tem medo de uma visita ao dentista. Mais precisamente, eles associam a Odontologia à dor, a equipamentos medievais e barulhentos e a profissionais indiferentes que fornecem um mal necessário, que deve ser evitado até o último suspiro de dor. Sendo assim, agora que você já sabe o que é marketing e a percepção que a maioria das pessoas possui sobre a Odontologia, convido você, cirurgião-dentista, a fazer como o Walt Disney e mudar essa realidade.



E-mail
Cadastre seu e-mail e receba nossas Newsletters