INPN - O portal das revistas ImplatNews e PerioNews
 
Compartilhe  Compartilhe Twitter Imprimir Indique a um amigo
Publicado em: 31/10/2013 15h43

Quando é que a banana come o macaco mesmo?

Paulo Rossetti fala sobre a relação entre a ética dos editores e a manipulação de opiniões vistas nos trabalhos científicos.

Aprendi no colegial que existem relações alimentares e energéticas entre os reinos animal e vegetal. Por exemplo, os macacos e as bananas. Bananas não possuem sistema nervoso, não falam, não têm relações familiares. Já os macacos são astros do cinema e têm mais de 90% de semelhança com o nosso DNA. Entretanto, bananas possuem alto teor de cálcio e potássio, sendo um alimento excelente para a contração cardíaca e prevenção das câimbras musculares. Então, por motivos óbvios, está claro que o macaco deve comer a banana, e não vice-versa.

Mas, com a ética científica questionada cada vez mais, quando é que a banana pode comer o macaco mesmo? Dois exemplos clássicos: 1) a prática chamada ghost writing, onde a indústria tem interesse que determinado trabalho seja publicado e "paga" alguém para que seu nome figure na lista dos autores; o artigo ganha reputação fácil e a empresa o tão aguardado respaldo. 2) "alguém" da indústria contata "alguém" da revista e faz comentários ou oferecimentos pouco agradáveis.

Para se protegerem destas e outras "mordidas", os editores científicos contam com um Código de Conduta (1). Ele diz que independência editorial significa "decidir com base nos méritos do trabalho e não por razões comerciais, ser influenciado pela origem do trabalho, ou por políticas de agências externas".

Sendo um mercado cada vez mais competitivo, existem dezenas de companhias e produtos associados à prática da Odontologia. Entretanto, a manutenção da diplomacia e a prática da boa vizinhança são pilares fundamentais para que as "bananas inadequadas ao consumo" não comprometam o fluxo da cadeia alimentar.

Bom trabalho para todos!

Referência
1. Hames I. Peer review and manuscript management in scientific journals. Guidelines for good practice. Blackwell Publishing Ltda. 2007.

Paulo Rossetti é editor-científico da revista ImplantNews. Cirurgião-dentista, mestre e doutor em Reabilitação Oral - FOB/USP; Membro ITI (International Team for Oral Implantology).



E-mail
Cadastre seu e-mail e receba nossas Newsletters