INPN - O portal das revistas ImplatNews e PerioNews
 
Compartilhe  Compartilhe Twitter Imprimir Indique a um amigo
Publicado em: 5/18/2018 13h

Vedamento do sulco peri-implantar

Entre outros fatores, este fenômeno pode acontecer pelo acúmulo de restos alimentares na região do sulco.

A obstrução do sulco peri-implantar e o seu consequente vedamento, assim como nos dentes naturais, podem causar um abscesso gengival, deflagrando um processo agudo de inflamação peri-implantar que, se não tratada, poderá evoluir para planos mais profundos, sem falar no intenso desconforto e dor que eventualmente ocasionam aos pacientes. Este fenômeno pode acontecer, muitas vezes, pelo acúmulo de restos alimentares nesta região do sulco.

O maior risco encontra-se na suscetibilidade desses tecidos peri-implantares ao ciclo de infecção/inflamação, à semelhança do que ocorre nos tecidos periodontais. Tanto a peri-implantite como a periodontite são causadas pelo acúmulo bacteriano (biofilme dental). Por isso, a instalação de um processo infeccioso em torno do implante é considerada pela maioria dos autores como a principal causa de insucesso nesse procedimento.

No início deste mês, uma paciente que colocou um implante comigo há mais de 15 anos apareceu no meu consultório com a obstrução do sulco peri-implantar ocasionada por sementes de pitaya (Figura 1).

Figura 1 – A pitaya, também conhecida como fruta do dragão, é um fruto exótico, saboroso e com vários benefícios para a saúde, como o combate ao envelhecimento precoce, pela presença de antioxidantes; o combate a doenças cardiovasculares; e a melhora do desempenho do intestino. Provém de um cacto de origem asiática e é muito cultivada no Brasil e em toda a América do Sul, além de Israel e China.

 

Figura 2 – Aspecto clínico do elemento 11 com coroa sobre o implante. Observar a presença de pus e a inflamação na margem gengival vestibular, caracterizando a obliteração do sulco peri-implantar.

 

Figura 3 – Sondagem peri-implantar na vestibular, demonstrando o aumento da profundidade da sondagem e o sangramento intenso.

 

Figura 4 – Raspagem peri-implantar para desobstrução do sulco. Observar as sementes de pitaya sendo removidas.

 

 

Figura 5 – Sementes de pitaya removidas.

 

Figura 6 – Aspecto clínico após 21 dias da raspagem. Observar a diminuição da inflamação, mas com presença de biofilme na área.

 

Figura 7 – Radiografia periapical da região. Observar que ainda não existe perda óssea peri-implantar importante.

 

Neste momento, deve-se partir para um acesso cirúrgico na área, objetivando o completo acesso para removermos totalmente qualquer resto da semente e outros detritos que, porventura, tenham permanecido no sulco peri-implantar. Isto pode agravar o problema, evoluindo para uma peri-implantite. Além disso, um enxerto de tecido conjuntivo deve ser realizado nesta área, visando corrigir a depressão tecidual existente e conferindo uma proteção peri-implantar melhor, prevenindo futuras obstruções do sulco.

Clinicamente, a obstrução do sulco peri-implantar exibe características semelhantes aos sintomas de uma gengivite e/ou periodontite: sangramento a sondagem, ausência de sintomatologia dolorosa, eventual supuração e hiperplasia dos tecidos gengivas. Quando não tratados adequadamente, estes vedamentos do sulco podem evoluir para uma peri-implantite, levando à extensa destruição do tecido de suporte ao redor do implante – daí a grande responsabilidade que temos em diagnosticar e tratar a fase aguda destes casos.

 

“Não perverterás o direito do teu pobre na sua demanda. De palavras de falsidade te afastarás e não matarás o inocente e o justo, pois não justificarei o ímpio. Também suborno não tomarás, pois o suborno cega os que têm vista e perverte as palavras dos justos.” (Êxodo 23, 6-8)

 

 

 
   


Marco Bianchini

Professor associado II do departamento de Odontologia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC); autor dos livros "O Passo a Passo Cirúrgico na Implantodontia" e "Diagnóstico e Tratamento das Alterações Peri-Implantares".

Contato: bian07@yahoo.com.br

 

 

 

 
 


E-mail
Cadastre seu e-mail e receba nossas Newsletters