PróteseNews 2017 | V4N3 | Páginas: 322-6

Preparo protético com pontas ultrassônicas

Prosthetic preparation using ultra-sonic system – literature review

Autor(es):

Isadora Espínola Penteado1
Camilla Sousa Monti1
Bruna Lopes Menossi1
Marília de Faria1
Míriam Peçanha Santos1
Mírian Galvão Bueno2

1Acadêmicas – Instituto Nacional de Graduação e Pós-graduação Padre Gervásio (Inapós).
2Professora titular do Depto. de Prótese – Instituto Nacional de Graduação e Pós-graduação Padre Gervásio (Inapós); Mestra em Ciências Odontológicas – FOB/USP.

Resumo:

Este trabalho teve o propósito de discutir, através de uma revisão da literatura, as vantagens e os obstáculos encontrados no preparo protético em prótese fixa utilizando pontas ultrassônicas, em detrimento das pontas diamantadas convencionais em alta rotação. As brocas diamantadas convencionais são tradicionalmente utilizadas em preparos protéticos e estendem-se para outras áreas da Odontologia. Pelo fato de apresentarem algumas limitações, como curta durabilidade, desconforto ao paciente, perda progressiva de partículas de diamante e produção de calor mesmo com a irrigação, pontas diamantadas ultrassônicas obtidas através da deposição química na fase de vapor (Chemical Vapor Deposition - CVD) foram desenvolvidas. Com base na literatura revisada, as pontas diamantadas acopladas ao ultrassom trazem benefícios ao preparo protético, como menor desgaste da estrutura dentária, maior remoção de smear layer, menor produção de ruído, calor e pressão, além de maior conforto ao paciente. No entanto, a lenta ação de corte e a pouca disponibilidade das pontas no mercado reforçam a necessidade de maiores estudos sobre os reais benefícios e vantagens que essa técnica possui em relação à técnica tradicional, em alta rotação.

Unitermos:

Preparo dentário; Ultrassom; Prótese dentária.

Abstract:

This paper aims to discuss, through a literature review, the advantages and drawbacks regarding the abutment preparation with ultra-sonic tips compared to traditional high-speed burs for fixed prostheses. The conventional diamond burs have been used for and also involves other areas in the dental fi eld. Due to their limitations, such as short durability, patient discomfort, progressive loss of diamond particles and heat production even under copious irrigation, diamond ultrasonic tips were developed through the CVD technology. Based on the reviewed literature, the ultrasonic tools present more tooth conservation, greater smear layer removal, less noise, heat, and applied pressure, in addition to more patient comfort. However, its reduced cutting velocity and the fewer number of tips in the market reinforce the need for more studies on the real benefits of this technique compared to the traditional high-speed abutment preparation.

Keywords:

Tooth preparation; Ultrasound; Dental prosthesis.