PróteseNews 2018 | V5N3 | Páginas: 310-8

Recuperação do espaço protético com a utilização de mini-implantes

Prostetic space opening with the use of TADs

Autor(es):

Carolline Dal Sosse Silva1
Germana do Amaral de Alencar Vieira1
Guilherme Tolentino Sousa1
Gaudyer Castro Di Ferreira2
Marcos Augusto Lenza3
Eduardo Beaton Lenza4

1Alunos de especialização em Ortodontia – Funorte.
2Mestre em Clínicas Odontológicas – UFG; Professor de especialização em Ortodontia – Funorte.
3Professor titular de Ortodontia – UFG.
4Doutor em Ortodontia – USP, Bauru; Professor de especialização em Ortodontia – Funorte.

Resumo:

O controle da movimentação dentária, principalmente no sentido vertical, é um grande desafio mecânico no tratamento ortodôntico. Em pacientes adultos, é frequente a extrusão de dentes posteriores decorrente da perda do antagonista, com redução do espaço interoclusal necessário para a reabilitação protética. O objetivo do presente trabalho foi relatar um caso clínico, no qual foi realizada a intrusão dos dentes 14, 15, 16, 24, 25 e 26 por meio de dois mini-implantes vestibulares e um palatino, como ancoragem ortodôntica associada ao aparelho ortodôntico fixo. Tendo restabelecido o espaço protético adequado, a paciente foi encaminhada para fazer a reabilitação protética. Foi possível concluir que o uso de mini-implantes foi eficaz para a intrusão, tornando-se um valioso recurso para tratar a extrusão de dentes posteriores, decorrente de perdas dentárias no arco antagonista.

Unitermos:

Parafusos ósseos (mini-implantes); Intrusão dentária; Reabilitação bucal; Ortodontia.

Abstract:

The control of dental movement, mainly in the vertical direction, is a great mechanical challenge in orthodontic treatment. Extrusion of posterior teeth is frequently observed due to the loss of the antagonist, with reduction of the interocclusal space necessary for prosthetic rehabilitation. The objective of the present study is to report a clinical case in which teeth 14, 15, 16, 24, 25 and 26 were intruded through two vestibular mini-implants and a palatine on both sides, as orthodontic anchorage associated with fixed orthodontic appliance. Upon re-establishment of the adequate prosthetic space, the patient was referred for prosthetic rehabilitation. It was possible to conclude that the use of mini-implants was effective for intrusion, making it a valuable resource to treat the extrusion of posterior teeth due to tooth losses in the antagonist arch.

Keywords:

Bone screws (miniscrews); Dental intrusion; Oral rehabilitation; Orthodontics.