Publicado em: 29/03/2017 às 09h26

Skyn Concept: agilidade e previsibilidade sem perder qualidade

Guilherme Saavedra apresenta os resultados de casos clínicos planejados e executados sob o conceito Skyn.

 

A Odontologia Estética ou Cosmética tornou-se uma das principais áreas com ênfase na prática odontológica, e o seu crescimento continua exponencial3. Sabe-se que as investigações científicas em Odontologia possibilitam melhorias significativas como resposta à incessante busca por métodos rápidos, confiáveis e seguros para restaurar as estruturas dentais por parte dos dentistas, técnicos em prótese dental e pacientes, que vislumbram cada vez mais o imediatismo nos tratamentos, provavelmente reflexo das necessidades da vida moderna. Essas melhorias levariam à introdução de uma variedade e quantidade surpreendente de conceitos restauradores7.

Porém, ainda não se conhecem métodos capazes de produzir resultados satisfatórios sem gerar estresse e horas de dedicação em todas as frentes de trabalho. Entretanto, a união entre a técnica e a tecnologia para potencializar o fluxo de trabalho poderia preencher a lacuna entre as limitações de habilidade técnica, produtividade e qualidade final dos trabalhos7.

Na Odontologia, vivencia-se uma verdadeira invasão de tecnologia em nossa rotina, com a promessa de maior agilidade clínica, redução de custos e excelência na qualidade dos trabalhos protéticos. O que antes era considerado um “luxo”, atualmente se transforma em necessidade. Afinal, vive-se a era digital e é necessário inserir-se nesta realidade5-6.

Apesar da considerável a evolução tecnológica e com inúmeras vantagens, os resultados esteticamente aceitáveis ainda não são suficientes para reproduzir a beleza natural dos dentes e só podem ser alcançados por meio da criatividade humana, com disciplina árdua e muita dedicação7.

Então, como superar e tentar desafiar os limites e as possibilidades da tecnologia com o objetivo de obter resultados esteticamente inspiradores? Reproduzir perfeitamente a dentição natural é o objetivo final de todos os tratamentos reabilitadores1,5-7.

Já existe na literatura a sugestão viável de alguns protocolos funcionais e estéticos para a reabilitação oral. A divisão por setores de trabalho e a criação de um checklist pode ser um caminho interessante para aumentar o sucesso previsível e facilitar a compreensão das etapas pelo profissional e paciente1-3.

Conhecido inicialmente por AST (Anatomic Shell Technique) e, atualmente, por Skyn Concept (Searching Kano Yoshinaga Nature), este conceito traz em sua essência a agilidade e previsibilidade por meio de uma nova proposta para diversas especialidades, pela reprodução de maneira fiel à natureza de um elemento dentário com detalhes anatômicos e funcionais5-6.

A partir de 12 modelos de dentes já catalogados por Jan Hajtó, a técnica funciona pela reprodução de morfologia, textura, posição e alinhamento espacial em restaurações de pequena espessura que são posicionadas sobre os dentes, diretamente na boca, para harmonizar o sorriso com o rosto do paciente. Isto permite a visualização do resultado final antes de qualquer intervenção5-6.

Após aprovação do cliente, são realizadas duas capturas de imagens (prévia e posteriormente aos preparos). A partir da união das imagens obtidas nos dois escaneamentos, o trabalho está pronto para fresagem, acabamento, pigmentação e polimento5-6.

Com as vantagens de utilização da morfologia dental natural, participação efetiva do paciente, personalização do tratamento, redução do tempo de confecção das peças, aumento da produtividade, previsibilidade do resultado final, utilização como guias em cirurgias periodontais, Ortodontia e preparos de dente, e expectativa do paciente completamente alcançada, o conceito pode inspirar seus adeptos a buscarem a excelência e realizarem o maior de todos os desafios: replicar a natureza em toda sua perfeição5-6.

Portanto, pode-se trabalhar com agilidade sem perder a qualidade e garantindo eficiência, rapidez e precisão. A literatura sugere que esta resposta pode vir da união entre técnica e tecnologia para potencializar o fluxo de trabalho, e que a única maneira de produzir resultados interessantes é sendo fiéis aos nossos conceitos, princípios e convicções, que nos fazem lutar para fazer a diferença, buscar a excelência e realizar o maior de todos os desafios, que seria replicar a natureza em toda a sua perfeição5-7.

Assim, o objetivo deste relato foi apresentar e ilustrar os resultados de casos clínicos planejados e executados sob o conceito do protocolo Skyn by Paulo Kano, caracterizado pela agilidade e previsibilidade com a real possibilidade de reprodução das características de um elemento dental e harmonia do sorriso, respeitando ao máximo a função dentro dos princípios da Odontologia minimamente invasiva, o que permite alcançar um alto potencial de longevidade e previsibilidade clínica, minimizando o estresse e as horas de dedicação em todas as frentes de trabalho.

Aplicação da técnica
 

Galeria de imagens – caso clínico 1

Galeria de imagens – caso clínico 2

Galeria de imagens – caso clínico 3


Referências

1. Adolfi D et al. Functional and esthetic protocol for oral rehabilitation. In Quintessence of Dental Technology. Quintessence Publishing Co., 2013.

2. Alonso AA, Bechelli AH, Albertini JS. Oclusion y diagnostico en rehabilitacion oral. 1a ed. Argentina: Editora Panamerica, 2000. p.652.

3. Bottino MA et al. In Percepção – estética em próteses livres de metal em dentes naturais e implantes. 1a ed. São Paulo: Editora Artes Médicas Ltda., 2009. p.766.

4. Fradeani M. Esthetic Rehabilitation in Fixed Prosthodontics – vol. 1. Esthetics Analysis. Chicago: Quintessence, 2004.

5. Kano P. The anatomical shell technique: an approach to improve the esthetic predictability of CAD/CAM restorations. In Quintessence of Dental Technology. Quintessence Publishing Co., 2013.

6. Kano P. Skyn Concept e Cerec: a perfeita união entre técnica e tecnologia [On-line]. Disponível em <http://www.cerecvocepode.com.br/artigos/skyn-concept-e-cerec-a-perfeita-uniao-entre-tecnica-e-tecnologia/?utm_campaign=cerec_voce_pode_newsletter_dez_3_sem_nao_cadastrados&utm_medium=email&utm_source=RD+Station>. Acesso em: 21-1-2017.

7. Sillas D. Editorial. In Quintessence of Dental Technology. Quintessence Publishing Co., 2013.

 

 

Guilherme Saavedra

Professor assistente do Depto. de Materiais Odontológicos e Prótese, e professor da especialidade de Prótese Dentária do programa de pós-graduação em Odontologia Restauradora do Instituto de Ciência e Tecnologia de São José dos Campos – Faculdade Odontologia, Universidade Estadual Paulista (Unesp).