Publicado em: 11/06/2018 às 10h20

Escala de cor da Vita tem sido alvo de falsificações

Saiba como identificar o material original e evite transtornos com os resultados finais.

Por João de Andrade Neto

 

Lançada no mercado em 1956 pela empresa alemã Vita Zahnfabrik, a escala de cor Vita Classical A1-D4 é uma das mais utilizadas no mundo para a seleção de cor na Odontologia. Em um cenário em que a busca pela estética nos consultórios cresce de maneira consistente, esse produto passou a ser um dos alvos de falsificação no mercado da Prótese Dentária.

Utilizada pelo cirurgião-dentista para comunicar ao laboratório a tonalidade correta da restauração cerâmica, a escala de cor tem papel fundamental no resultado final da reabilitação. Para que isso aconteça, é essencial que a cor determinada no consultório através da escala tenha o mesmo código e as coordenadas físicas da cor do material restaurador. Portanto, é imprescindível que o profissional utilize uma escala original.

Mestre em clínica odontológica e especialista em Prótese Dentária, Marc Oliver Lindner é consultor Vita Zahnfabrik e enfatiza a gravidade da utilização de uma escala de cor falsa. “O acerto da cor integra um dos fatores mais importantes para a obtenção de restaurações invisíveis. Se o profissional realiza a seleção com uma escala falsa, que apresenta dentes de acrílico com cores erradas, vai comunicar ao laboratório uma cor errada. Assim sendo, o trabalho restaurador também vai retornar à clínica destoante da dentição do paciente”, relata Lindner.

O cirurgião-dentista deve saber identificar uma escala de cor falsa e, assim, evitar que o paciente sofra as consequências. “Geralmente, o produto falso é comercializado por mochileiros ou vendedores que visitam as clínicas dentárias. Na maioria das vezes, sem nota fiscal e bem mais barato. Desconfie de valores baixos e diferentes dos usuais de mercado. A dica é comprar em dentais ou sites confiáveis e com nota fiscal”, recomenda Lindner.

Confira outras dicas importantes para evitar a compra de produtos falsificados:
 

Escala falsa Escala original

 

 - Os dentes são de acrílico e as cores estão erradas, pois não seguem o padrão patenteado pela fabricante alemã.

- A embalagem é branca e vermelha, com letras em preto. - Apresenta apenas os dizeres “Vita Classical The Original”.

- Todo o suporte da escala tem qualidade inferior, com letras falhas, etiqueta traseira mal colada, manual de instruções em papel cinza e impresso de má qualidade. 
 

 

- Os dentes são cerâmicos e seguem o padrão de cor mundial correto determinado pela fabricante desde 1956.

- A embalagem é cinza e branca, com letras em branco e grená.

- Apresenta os seguintes dizeres impressos no suporte: no modelo 2008, “The Original A1-D4”; no modelo 2009, “The A-D Shade Guide”; e no modelo desde 2010, “Vita Classical A1-D4”.

- Traz um perfeito acabamento, desde letras, etiquetas e manual de instruções de alta qualidade.