Publicado em: 02/10/2018 às 08h20

IN 2019 terá importante participação de profissionais da Prótese Dentária

Dez dos 14 ministradores estrangeiros confirmados no congresso possuem relação próxima com a Prótese Dentária.

Por Flavius Deliberalli


A comissão organizadora do IN 2019 – Latin American Osseointegration Congress confirmou um supertime de ministradores estrangeiros para o encontro que acontecerá entre 21 e 24 de agosto do próximo ano, no Palácio das Convenções do Anhembi, em São Paulo.

A versatilidade desse grupo reforça o caráter multidisciplinar do encontro. Não à toa, dez dos 14 professores selecionados possuem atuação bastante próxima com a Prótese Dentária. “Em mais uma edição de muito vigor, a Prótese Dentária e os tecidos moles serão examinados no contexto da Implantodontia”, comenta Paulo Rossetti, coordenador científico internacional do IN 2019.

Além dos convidados internacionais, a comissão organizadora do encontro revelou que a programação científica deve ser composta por seis mesas-redondas. São esperadas ainda confirmações sobre os tradicionais cursos de imersão, as conferências e a exposição de painéis científicos, entre outras atividades. “A programação apresentará o que existe de mais atual no campo da prótese sobre implantes. Teremos uma edição memorável”, avalia Dario Adolfi, presidente do IN 2019.

A ExpoIN, exposição promocional que ocorre paralelamente ao congresso, também merece destaque, já que 100% dos espaços disponíveis foram comercializados em seu lançamento, no último mês de maio. Dessa forma, mais de 80 empresas apresentarão seus produtos e serviços ao longo dos quatro dias do encontro. “A alta procura por espaços na área comercial só reforça nossa expectativa de realizar um congresso de altíssimo nível”, acredita Adolfi.

 

Adam Hamilton (Estados Unidos)
Jovem e já bastante experiente, teve seu talento reconhecido ao ser selecionado pelo International Team for Implantology (ITI) e, mais tarde, ao ser convidado por German Gallucci para ser professor da Faculdade de Odontologia da Universidade de Harvard, mais especifi camente no Depto. de Odontologia Restauradora e Biomateriais. Suas pesquisas estão nos pilares CAD/CAM, na Reabilitação Oral extensa, na regeneração óssea e nos desafios estéticos com as cerâmicas.

Attila Bodrogi (Hungria)
Ele também integra a nova geração de talentos da Odontologia. Especialista em Estética, frequentou a Academia Peter Dawson, referência em Oclusão, e o programa da Universidade da Califórnia em Los Angeles (Ucla), nos Estados Unidos. Atualmente, tem seu próprio centro de treinamento, onde ensina fotografia dentária e estética em cerâmicas.

David Troncoso (Colômbia)
Nos últimos anos, Troncoso agregou a microscopia clínica ao seu já excelente trabalho de prótese sobre dentes e implantes. Dessa forma, ele otimiza os conceitos de preparos minimamente invasivos e a utilização do sistema CAD/CAM.

Eric Rompen (Bélgica)
Referência em desenho da plataforma do implante e posicionamento tridimensional, Rompen é um dos especialistas que mais trabalharam nestes aspectos nos últimos dez anos. Ele está sempre buscando uma maneira de reduzir a contaminação bacteriana nesta interface e permitindo que as fibras do tecido supracristal fiquem inseridas sem que o protesista tenha a preocupação de molestá-las.

Francesco Mintrone (Itália)
Com a experiência de ter sido técnico em prótese dentária no início de sua carreira, Mintrone mostra em seus trabalhos reabilitadores conceitos estéticos e funcionais em casos de extrema complexidade. A utilização de diversas ferramentas tecnológicas, desde o planejamento até a execução, é uma verdadeira revolução em termos de modernidade para as reabilitações totais.

Gerard Chiche (Estados Unidos)
Ele herdou muitos dos ensinamentos do mundialmente conhecido John McLean, o pai das cerâmicas contemporâneas. Sua preocupação estética sempre girou em torno de como esconder as margens das restaurações sem comprometer a saúde gengival. É autor de dois livros sobre este assunto, em parceria com os ceramistas Alan Pinault e Hitoshi Aoshima. É também reconhecido por suas experiências clínicas de bom senso e dinamismo com as cerâmicas em zircônia monolítica.

Gustavo Vernazza (Argentina)
Possui uma abordagem simples e segmentada para a região anterior e posterior, além de conhecer muito da fisiologia e patologia do sistema estomatognático. O professor argentino se destaca ainda em questões envolvendo a oclusão e o uso do articulador.

Jean-Pierre Gardella (França)
A correta manipulação dos tecidos moles é um fator fundamental quando se fala em excelência estética sobre dentes e implantes. Gardella aplica esse conceito em seus casos com excelência. Membro das principais associações europeias de Periodontia e Implantodontia, seus casos de cirurgia mucogengival mostram em detalhes as técnicas e os conceitos para estética periodontal e peri-implantar.

Joseph Kan (Estados Unidos)
A abordagem de Kan gira em torno das bases do que consideramos hoje a mudança do biotipo gengival, que ele ajudou a definir há dez anos. Multidisciplinar, certamente vai agregar bastante conhecimento aos profissionais com interesse em Periodontia, Ortodontia, Prótese Dentária e Implantodontia.

Petra Christine Gierthmühlen (Alemanha)
A curiosidade sobre o comportamento laboratorial da cerâmica é a temática de vida na carreira de Petra. Seus trabalhos possuem grande relevância, abrangendo desde os materiais usados como infraestrutura até as porcelanas de cobertura. Ela já trabalhou com outros professores de destaque em pesquisa, como Jörg Strub e Christian Stappert, além de Van Thompson e Paulo G. Coelho no famoso laboratório de biomateriais da Universidade de Nova York.

Salah Huwais (Estados Unidos)
As ideias surgem quando menos se espera. Quem diria que fazer a broca girar ao contrário sob rotação controlada poderia reunir maior quantidade de osso ao redor do implante? Periodontista, implantodontista e professor na Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos, Huwais vai mostrar do que suas brocas são capazes para que o implante fique em posição, mesmo quando as condições locais são muito ruins.

Sonia Leziy (Canadá)
Sonia alia conhecimento, habilidade clínica e excelente didática em suas apresentações. Periodontista e implantodontista, sua experiência a transformou em consultora de diversas revistas científicas e fabricantes de implantes. Seu trabalho é pautado por uma visão multidisciplinar em casos que vão desde pequenas reconstruções até as grandes reabilitações.

Ueli Grunder (Suíça)
Ele é um dos melhores reabilitadores do mundo. Sempre trabalhou para compreender a influência da quantidade de osso no posicionamento do implante e os processos de remodelação peri-implantar, fato este que gerou um dos artigos mais famosos da história.

Vincenzo Musella (Itália)
Imagine ter o melhor dos dois mundos: clínica e laboratório. Musella também é da nova geração de talentos e passa a maior parte do seu tempo construindo próteses com alta qualidade estética, utilizando as tecnologias mais atuais e relevantes.